ROTEIRO CALDAS DA RAINHA – BLOGGERS TRIP

Nesta época todas as cidades ganham outro encanto com as iluminações de Natal, os Mercados, as árvores luminosas e claro, o comércio de rua entra também no espírito! Sabem que eu amo de paixão a Zona Oeste não é?? Então eu e a Mara Oliveira, minha bestie bloggeirinha, fomos fazer uma visita às Caldas da Rainha, duas bloggers em viagem, não conseguem imaginar o hilariante que foi!

Fomos no sábado, chegámos na parte da manhã e ficámos hospedadas no 19Tile, uma Boutique House que fica no centro da cidade com um conceito giríssimo! Um antigo prédio no centro das Caldas da Rainha recuperado, com vários quartos disponíveis, cada um assinado por artistas ceramistas da cidade.

O 19Tile é giro que dói, com pormenores lindos e os apontamentos dos ceramistas dão-lhe alma. Mas dele falarei num outro post apenas e só dedicado ao 19Tile.

Podes ganhar 15,00€ de reembolso ao efectivares a tua reserva no Booking para isso só tens que fazer a tua reserva através do link:

https://booking.com/s/73_6/seni0s66

As Caldas da Rainha são o polo da cerâmica a nível nacional, perpetuada pelo grande Rafael Bordalo Pinheiro com a sua cerâmica naturalista, esta cidade continua a ter imensos artistas contemporâneos que deixam a sua marca por toda a cidade.

Descobrimos que poderíamos fazer vários roteiros com a aplicação Caldas da Rainha City Guide (está disponível na Google Play e no iTunes) e foi uma ajuda valiosa para descobrir muita coisa pela cidade, além dos roteiros a app fornece muita informação sobre a cidade através de audioguides. Por isso deixo-vos a seguinte sugestão de roteiro:

Dia 1

  • Praça da Fruta;
  • Citrus Coffee and Healthy Food ( pequeno-almoço ou brunch);
  • Parque D. Carlos I e Museu José Malhoa;
  • Hospital Termal Rainha D. Leonor;
  • Maratona Restaurante (paragem para almoço);
  • Passeio pelas ruas da Baixa da Cidade onde podem encontrar várias exposições urbanas;
  • Afinidades Restaurante;
  • Visita à Praça 25 de Abril onde se encontra a Árvore de Natal.

Dia 2

  • Passeio pela Baixa da Cidade  – centro histórico – onde podem encontrar muita animação de rua dedicada ao Natal;
  • Ida ao Jardim da Água de Ferreira da Silva;
  • Visita à Fabrica e Loja Bordallo Pinheiro;
  • Passeio pela Foz do Arelho

Começamos por passar pela famosa Praça da Fruta, a praça no centro das Caldas da Rainha que tem diariamente (à excepção do dia de ano novo) um mercado a céu aberto com fruta, legumes, flores, bolos, pão, entre outras coisas de produtores da localidade.

É na Praça da Fruta que podemos também encontrar o Citrus Coffee and Healthy Food, local onde vou sempre tomar um mega brunch cada vez que passo pelas Caldas – já devem ter visto muitos instastories meus lá!

Seguimos em direção a um dos símbolos da cidade, o Parque D. Carlos I, um jardim romântico com mais de um século de existência que serviria para complementar o Hospital Termal Rainha D. Leonor. Nele podemos encontrar os monumentais pavilhões hospitalares (infelizmente abandonados), variada estatuária, um lago artificial com ilhéu que é também berçário de variadas espécies de aves. Inserido no parque está também o Museu José Malhoa, grande pintor português, e o simpático Raizes, um restaurante bar que tem também um brunch maravilhoso, já falei dele aqui no blog (link).

De seguida fomos conhecer a Piscina da Rainha, no Hospital Termal Rainha D. Leonor, foi ela mulher de armas mas com algumas maleitas, reza a lenda que ao passar junto a um charco rodeado de populares perguntou o que se passava, quando os populares lhe contaram que as águas teriam propriedades minerais que seriam milagrosas, a Rainha deu ordem para a construção do Hospital com a sua piscina particular.

Quando se entra o cheiro de enxofre é  intenso e nauseante mas o certo é que tinha entrado com o nariz entupido e pelos breves minutos em que inalei o vapor da zona da piscina fiquei a respirar sem qualquer problema.

Almoçámos no Maratona, um dos restaurantes mais recomendados da zona que tem umas entradas bem boas, para pratos principais optamos por uns bifinhos para nos dar forças!

Seguimos fortes, ainda sem sentir cansaço, pelas ruas da cidade onde encontrámos quem?? Quem?? O Pai Natal é claro!! Obviamente que tivemos de estar com ele 🙂 encontrámos também as renas, coitadinhas, estavam a ser exploradas… a fazer facepainting à criançada, uma exploração! Ahahah.

Nas Caldas da Rainha não há shoppings, por essa razão o comercio de rua é bastante desenvolvido. Poderemos encontrar várias marcas conhecidas como a Desigual, Ritual’s, Benetton, mas também muito comercio tradicional como a Mercearia Pena aberta desde 1909, um mimo! Aqui o comércio de rua partilha nas suas montras e entradas o espirito natalício, o que adoro!! Podemos também encontrar pela cidade várias obras em cerâmica em exposição urbana.

Já no final de um dia longo, jantámos no Afinidades junto à Praça da Fruta, num ambiente mais elegante e intimista, fomos maravilhosamente bem recebidas e o jantar foi muito, muito agradável. Recomendo vivamente a passarem por lá. E claro, não poderíamos deixar de ir ver a Árvore de Natal de 33 metros que está na Praça 25 de Abril (em frente à Câmara das Caldas da Rainha).  Gigante, cheia de luzes e bastante requisitada.

Finalmente depois de um dia de muita azafama, voltamos ao 19Tile para descansar, dormimos que nem anjinhos. O acordar fez-se cedo, com um maravilhoso pequeno almoço com produtos regionais e bolinho fresco numa sala de encantar com uma das mesas mais bonitas que já vi, claro recheada de cerâmica das Caldas da Rainha.

Aproveitámos a manhã para ir à Fábrica Bordallo Pinheiro, como não conseguimos visita (tem que ser marcada com antecedência e para um número mínimo de 4 pessoas e a visita é guiada pela directora da fábrica) mas fomos à loja, que tem um  piso com as novidades e os modelos intemporais Bordallo Pinheiro, como algumas intervenções artísticas. Tem também um piso outlet onde poderemos encontrar unidades de antigas colecções ou coleções descontinuadas a um valor acessível.

Antes de rumarmos a Lisboa ainda passámos no Jardim da Água uma obra de Ferreira da Silva, destaca-se como uma das maiores obras de arte exterior/urbana em cerâmica no território nacional, faz a ligação entre dois elementos chave da cidade: a água e cerâmica.

Podem também passar na Foz do Arelho, com praias e miradouros de cortar a respiração, das minhas preferidas na Zona Oeste.

A partir de dia 7 a cidade recebe o Mercado de Natal e terá também um Comboio de Natal com percurso pelo centro histórico da cidade.

Voltamos das Caldas da Rainha com o coração cheio e com muita vontade de voltar!

Beijos, Seni

 

 

 

3 Responses

  1. Bruno
    Responder
    4 Dezembro 2018 at 9:09 pm

    Fantástica partilha de experiência! Mais um belo post! Parabéns!

    • Seni Silva
      Responder
      4 Dezembro 2018 at 11:50 pm

      Obrigada Bruno! Com esta cidade também não é dificil 😀 Beijinhos

  2. Vera
    Responder
    7 Dezembro 2018 at 9:39 pm

    Não tinha noção que as Caldas da Rainha eram uma cidade tão bonita! Já fiquei com vontade de visitar 😉

    Beijinhos,
    http://averamarques.blogspot.com

Leave A Reply

* All fields are required

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.